quarta-feira, 31 de março de 2010

Sem poder dizer

Sinceramente eu to cansada de medir palavras comigo mesma... Estou cansada de ter que guardar certas coisas até de mim.

Essa semana está péssima. E não achei que não fosse dizer isso.
Quero correr e gritar bem alto. Alto o suficiente para QUE EU POSSA OUVIR. Porque eu acho que o problema mesmo deve ser eu.

Será que só comigo acontece isso? (estou tão mal).
Estou cansada! Esgotada.. e tudo o que você puder imaginar (TPM ?).

Segunda feira acordei muito mal, sempre ligo pra ele logo pela manhã, e ao final da noite nem consegui lembrar se tinha feito isso. Mas ao ligar pra ele a noite, vi o resto da semana desandar. Eu havia ligado para ele no final da tarde, ele estava tomando banho (eu só iria dizer que o amava e o quanto estava feliz ao seu lado, coisa besta de momento). Mudei de idéia, achei melhor não ligar mais. Normalmente quando eu tomo uma decisão destas de não ligar mais, eu sempre ligo (e faço as mesmas besteiras). Liguei a noite pra ele e ele não tinha ido pra escola, automaticamente eu lembrei do dia em que ele foi e eu fiquei em casa com dor de cabeça, eu avisei que não ia ligar. Confeço que fiquei magoada por perceber que ele só me ligaria se estivesse na escola e não tivesse nada para fazer, e na segunda-feira ele estava em casa e com certeza não estava se importando se eu fosse ligar. Últimamente, eu já não consigo falar mais nada. Logo que a gente ficou em silêncio, fiquei mais magoada ainda por ver que nem converssar ele devia estar querendo.

Me nego a continuar escrevendo sobre esta semana da mesma forma que eu estou tentando ligar menos para ele. Estou realmente muito preocupada com ele. Mais na verdade eu tenho que admitir (e admitir pra MIM MESMA), que não posso negar que percebi que sempre que eu pergunto o que ele tem e ele me responde nada, eu vejo que o nada dele é simplesmente nada mesmo. E estou ficando muito triste ao ver que as vezes ele age desta forma e fica tão frio comigo. Ele não deve nem ter percebido, mais esta semana ele não me disse um único "eu te amo". Queria tanto que ele pudesse entender quanta falta eu estou sentindo disto. Não vou mais perguntar a ele se ele me ama... Mais nunca vou deixar de perguntar a mim mesma se ele me ama. Às vezes choro em silêncio e fico pensando comigo mesma se ele não sente minha falta, se não faço uma misera diferença para ele. Como ele consegue às vezes me mostrar que é tão duro? Isso me magoa. Quando ele me diz "nada", automaticamente eu me incluo neste nada.

Hoje não tenho aula. Queria ligar pra ele e pedir pra gente se encontrar. Se eu não fizer isso acho que ele não fará. Talvez ele até saia com o irmão dele e nem se importe de ligar pra me perguntar o que eu queria quando liguei de manhã.
Tenho muito medo de o perder, mais quando ele fica assim tão distante, acabo perdendo a mim mesma.

E fico aqui sem poder dizer a mim mesma o que aconteceu...

Estou com tanta saudades!

sexta-feira, 26 de março de 2010

Dias ruins

Quantas vezes você acordou e disse "hoje não é o meu dia"?

- Você recebe o que você reflete!
Coisas negativas atraem coisas negativas (ultrapassada. Mas funciona!).

Hoje acordei e não soube explicar a mim mesma o que eu tinha. E fiquei confusa com isso. A vontade enloquecedora de ficar só comigo mesma berrava e quase exigia que eu não desse atenção pra mais nada e ninguém. Mesmo assim eu queria falar com ele. Eu precisava falar com ele. O celular dele chamou umas duas vezes e atendeu. Ele tinha dormido com o fone de ouvido no celular, e quando o antedimento automatico recebeu a ligação ele ainda estava dormindo (e eram os últimos centavos de crédito que eu tinha pra ligar pela manhã, só iria recarregar pela tarde).
Tudo bem... tudo bem... Começar assim já não foi bom.

Cheguei no serviço e fui direto a papelaria ver se tinha recarga para celular, não tinha. No almoço fui direto a uma banca de jornal, coloquei 11R$. O celular dele não chamou, ele não atendia (achei que fosse o sinal). Resolvi ligar na casa dele assim que voltei do almoço, meu cunhado atendeu. Perguntei se o celular dele não estava atendendo. Na verdade estava desligado.

Hoje é sexta feira e isso já deixou meu dia um pouco mais sem brilho (eu não disse que meu dia estava péssimo).

Não estou conseguindo pensar em nada, isso está acabando comigo. Essa súbita vontade de chorar aumenta a cada minuto. Hoje acordei insatisfeita. (Queria saber se há uma pilula mágica que não seja o seu carinho para curar a minha dor sem razão, pois no teu amor eu vicio e não posso comprar a hora que quero, nem tê-lo nas horas que preciso). Quero deitar em minha cama e ficar lá por um bom tempo, talvez mais do que um bom tempo.

Sexta-feira. E hoje no serviço ninguém está mais falando nada com nada.
E eu não estou pensando nada com nada.

quinta-feira, 25 de março de 2010

O que o seu coração te diz?

Sentimentos...

Estava pensando em sentimentos (todos eles e pode me chamar de maluca). Me diz o que você sente de mais forte agora, neste momento. O que você sente? A maioria das pessoas tem dificuldade de dizer isso por vários motivos.

Você já sentiu raiva? Medo, vergonha, insegurança, preguiça? Sim. não precisa mentir, esconder ou ocultar... (sentimentos são partes da sua humanidade). Estava pensando em sentimentos.
E nos vários que ocupam meu ser neste instante.

Já tive vontande de gritar e dizer quanta raiva já me deu por não ter ouvido o que eu gostaria. Já tive vontade de tacar uma panela na cabeça da minha mãe pra ver se ela parava de repetir tantas vezes o mesmo parágrafo do sermão diário que ela me dá sobre responsabilidade e conseqüência. Já me deu vontade de amarrar meu irmão de ponta cabeça e amordaçar ele, fora uns hematomas que não iriam ficar tão mal. Vontade de pegar aquela vaca ordinária que dizia ser sua amiga e ainda quís bancar a inoscente. Vontade de colocar uma placa bem grande de "MANTENHA DISTÂCIA DO MEU NAMORADO" para aquela amiguinha dele que não sai do seu orkut! (desculpa amor... mais eu odeio a foto dela nas visitações do meu orkut!). Vontade de mandar aquele chato pro inferno que insiste em te procurar no msn mesmo quando você coloca em "ausente" só para não falar com ele e ter que aturar a idiotices que ele fala sem magoa-lo. Vontade de esganar aquela mulherzinha chata que não tem o mínimo de educação no seu trabalho, e ainda ter que ser superior e manter a educação com ela, mesmo querendo bater o telefone na cara dela quando ela liga com aquela voz de nojo que é o fim! Aguentar a chata da professora de geográfia que fica enchendo o saco pra você tirar o fone do ouvido, a professora de biologia que fica mandando você tirar o pé da carteira, a de português que vive mandando você virar pra frente, e o resto da porcaria da escola que você vai ter que aturar até se formar no 3º colegial pra depois você ficar lembrando e sentindo falta dessa época que é um saco!


O coração é aquela coisinha vermelha que você desenha nas cartas, no final das folhas do caderno da escola na aula de história, que você culpa por ter feito a besteira de dar atenção a um idiota e ter perdido tempo com ele, o coração é quele que você culpa por ter feito algo por impulso...
- Mais o coração não guarda só amor. Segredos, mentiras, raiva, ódio também cabe na 'page' de um coração.



Todos os sentimentos que fervilham em você em dias que quase te deixam louca.



Hoje só o que ocupa meu pequeno desenhinho vermelho é o medo ao encontrar os olhos dele meio perdido em meio ao nada, e me deixa tentando imaginar com medo o que se passa em seus pensamentos... Também me surge outro sentimento... Um sentimento de satisfação que vem quase que instantaneamente.Minha fidelidade, minha lealdade, estão todas ao redor de um só homem, aquele que eu prometi que seria ele até o fim o único a ter direito de me tocar. E pode até ser dificil de acreditar, mais gosto de sentir o calor do corpo dele passando para o meu, completando e equilibrando todos os meus sentidos. Gosto de sentir nossos corpos juntos do mesmo jeito que quero a sinceridade entre a gente, sem nada além de nós dois. MEU AMANTE, NAMORADO, MELHOR AMIGO.

Ontem, minha amiga me perguntou se a gente ia fazer "alguma coisa" (nosso aniversário, coisas e tal, entende?) Bem, não dei resposta afirmativa. Estava muito animada na segunda-feira, e queria estar naquele animo todo, queria me livrar de todos os impulsos e desejos presos a tanto tempo, mas na manhã do nosso aniversário, não sei por que eu sabia que não era hoje que ia rolar, algo me dizia isso o tempo todo. Intuição? Não, não era isso. Talvez engraçado dizer mais estava acostumada a algo dar errado em todas as noites que eu desejava uma só coisa (e geralmente não prestava. Isso mesmo que você imaginou).

Eu confesso que nunca fui santa. Mas mesm assim eu não soube explicar como era meio difícil imaginar ele com outra garota, entregando-se a ela. Ciúmes? Não, não. Simplesmente eu queria que SÓ ELE me tocasse, e era meio difícil imaginar meu garoto com outra. Depois de ter passado a frustração de mais uma noite interrompida, eu senti rapidamente a vontade e o desejo passar. Complicado dizer mas senti vergonha de tudo o que a gente já fez (pode ter certeza que eu nunca fui dessas pessoas que se envergonham com as atitudes, mesmo não gostando de exposição, nunca liguei pra platéia). E na calmaria de meus sentimentos, eu me senti em paz deitada sobre ele, só meu corpo no dele.

É estranho dizer como estou completa e satisfeita com ele. Meu corpo se torce e implora para mim ceder e atender ao meus impulsos. Meu coração diz outra coisa. Pede para mim segurar tudo isso e esperar o dia em que finalmente nossos corpos se envolverão como um só. Minha consciência estranhamente apela por algo que não é do meu contexto: só depois do casamento! (pode rir você também. Mais eu não consigo rir, me dá vontade é de chorar com essa maldita voz que fica me dizendo esses absurdos nesses tempos, ela tá me confundindo com a minha vó!). Eu fico aqui lembrando das mãos dele sobre o meu corpo, da boca dele descendo sobre mim, lembro das minhas mãos apertando firme seus braços, arranhando suas costas... será que eu consigo? Qual destas três vozes eu resolvo seguir?

Cheguei a uma conclusão. Meu coração sempre esteve certo. Acho que ele não tem, idéia de como é importante pra mim saber o que ele pensa. Ter parado pra olhar em seus olhos e ter renovado nosso compromisso, foi muito mais satisfatório do que qualquer noite. Meu coração me disse que isso é o que importa, a única coisa que importa é sentir nas batidas desse outro coração que a gente consegue se satisfazer não apenas nas batidas aceleradas em nossos peitos e no suor pelo nossos corpos, mais desse simples jeito de amar, respeitando e aceitando o que o outro diz.

Não é o que o seu corpo diz, nem a sua consciência, reputação ou moral, mais sim seu coração.

O que ele te diz?

quarta-feira, 24 de março de 2010

Tempo

Hoje é quarta-feira e fugindo um pouco do velho custume a dorzinha de cabeça resolveu aparecer logo pela manhã (infeliz!). Engraçado mais hoje eu notei que ainda estamos no meio da semana ( e vi que a porcaria do tempo não quer passar). Ainda é quarta-feira meu Deus, tenho mais 16 horas de serviço até chegar no sábado pela manhã! A única coisa que compensa é saber que o nosso aniversário é hoje, e eu tenho mais uma desculpa pra matar aula ( o que tanto faz, porque as escolas ainda estão de greve - pelo menos a minha!).
O tempo é um mecanismo engraçado, passa tão rápido mais perante nossos olhos ainda duram uma eternidade. Até tão pouco eu era uma menina de dez anos que jurou que nunca iria se casar, ter filhos (eu tenho que confessar que casar ainda não é uma idéia tão familiar) etc... e hoje vários conceitos do que seria futuro mudou completamente.
Acho que no mínimo nos próximos dez anos da minha vida, tudo vai estar em constante mudança...

Quantas coisas mais mudarão? A única coisa a mudar será eu mesma. Talvez crescer ( a única adolescente que admiti isso - a não ser pra minha mãe!).

Vejo hoje tão fixo em minha mémoria como o tempo passa. Até o ano retrasado quando comecei a conversar com um amigo de Goiania, eu jurava que ele era o maior galinha! E esta semana conversando com ele no msn, a gente começou a lembra disso, eu só dava bola fora com namorado e ele pra mim era um galinha mesmo... (amigo promessa é divida: você me disse que quando eu precisasse você vinha correndo me ajudar, digo o mesmo, muito obrigada por ter a honra de ser madrinha de uma das ocasiões mais importantes da vida de uma pessoa, a união por Deus até a morte) hoje ele está noivo e ama a namorada (veja você: meu amigo que tal pra mim era galinha vai se casar e ainda tem 17 anos!). Uma das minhas melhores amigas (quase minha irmã) está com casamento marcado para o final do ano, e eu ainda lembro do aniversário dela de quinze anos! (flor, lembra do que eu disse? Quando a gente estiver bem velhinha ainda sentaremos juntas com nossos netinhos e vamos lembrar de tudo o que a gente fazia).

Fico lembrando de cada pessoa que passou pela minha vida, e lembrando da forma drástica que algumas infelizmente saíram (e outras que graças a Deus nunca mais voltarão!). Eu vim morar nesta cidade quando ainda tinha 11 anos. Foi dia 11 de janeiro de 2004, em um domingo ensolarado. Lembro de um instante ter olhado a estrada que se formava atrás de mim. E por um instante ter me despedido de tudo o que estava ficando para trás com ela. Em dois meses me arrependi amargamente de ter me despedido e fiquei o ano inteiro querendo voltar pra minha casa, pra minha cidade e para as pessoas que lá deixei (sem saber que nunca mais as encontraria). Foi difícil me acostumar, mais difícil ainda aceitar as mudanças.

A vida começou! Eu saí do meu pequeno mundinho isolado. Inoscente. Brinquei, chorei, sorri, sofri, amei, odiei, menti... E foi tudo tão intenso com todas as mudanças!

Ainda lembro da primeira vez que matei aula... e quantas vezes fiz isso (até hoje...) Primeiro namorado, primeira experiência (um dia eu conto!).

O tempo escreve as mudanças e você escolhe para que direção elas te levarão.

terça-feira, 23 de março de 2010

Declaraçãozinha instantanêa

E eu amo esse garoto!
Eu amo...
O jeito de como ele sorri. Até o jeito que ele me morde... Quando me pega no colo... E até quando me chama de chata e piolhenta (garoto chato eu te amo!)

E simplesmente não consigo negar o quanto eu o AMO.. e resolvi mostrar o que todo mundo já sabe: o quanto eu sou apaixonada por ele...

Deixo em aberto a minha declaração a todos os que por aqui passarem para saber que o tamanho do meu amor por ele não tem fronteiras... e nem limites...

AMOR EU TE AMO!!!

Um dia ainda vou pinchar a cidade para todo mundo ver que eu te amo!
(Se eu for presa a culpa é sua.. rsrs)

Por sua namorada!

segunda-feira, 22 de março de 2010

Para o meu namorado

♫ Baby love – Nicole scherzinger

E esta página escrevi em especial para o meu namorado. Aquele garoto pelo qual sou loucamente apaixonada, e pelo mesmo motivo percebi que ERREI ao deixar me levar por coisas sem razão. Já é madrugada e vejo o tempo lentamente se arrastando, e aqui sozinha, estou tentando entender por que às vezes as coisas fogem do controle bem debaixo de nossos olhos... Confundem-se e se misturam num único caos de sentimentos.

... e é por isso que estou aqui Amor! Pra dizer que não sei viver sem você ao meu lado... e que realmente “minha vida só fez sentido quando te conheci”...

Muitas vezes me perguntei em noites sozinhas de insegurança se você realmente me amava. E muitas vezes procurando a resposta, me machuquei sem saber que minha dúvida incessante também te machucava. E a resposta era tão simples! Era só olhar em nossos olhos pra ver e notar que tudo isso não foi em vão, que tudo isso não foi por acaso.

É meio estranho lembrar como o modo que te olhei pela primeira vez foi sincero e inocente. E lá estava ele, não foi preciso dizer uma única palavra. Simplesmente foi só olhar em seus olhos, e tudo aconteceu pra mim. Fico me perguntando agora, o que foi que você pensou a me ver? Sinceramente eu não sei.

Eu nunca te contei, mais não consigo descrever como eu fiquei encantada por aquele menino do sorriso terno e meigo do primeiro dia em que a gente conversou. E eu sei e nunca quis confessar mais me apaixonei por você e também é bobo admitir mais foi amor à primeira vista.

Na época que a gente começou a sair, eu mantinha um pequeno diário em meu computador, e por dias eu só conseguia escrever sobre aquele garoto. Ficava até tarde da noite tentando compreender por que depois de tanto tempo que eu não conseguia levar ninguém a sério, ele não saía da minha cabeça? Por que pra mim era tão importante saber o que ele pensava de mim?

E foi irresistível não ceder aos seus encantos e me entregar de corpo e alma a esta paixão. Arriscar mais uma vez entregar meu coração em uma bandeja de prata a alguém. E até hoje eu confesso que não entendo como você fez meu coração que estava frio há tanto tempo bater novamente num ritmo tão forte e intenso.

Eu te amo.

É tudo o que sei.

E tudo o que eu sei é que eu não consigo imaginar mais minha vida sem você aqui comigo. Não sei como seria se eu não pudesse mais ouvir sua voz ao telefone pela manhã morrendo de sono, louco para dormir e tendo que aturar a sua namorada que liga sempre às sete horas da manhã pra dizer simplesmente que te ama... Não sei como seria acordar mais um dia sem ter a esperança de te encontrar ao final da tarde sabendo que depois que o sol se pôr não haverá nenhuma outra luz mais intensa que a do teu sorriso.

Não sei lhe dizer o quanto odeio amar o jeito que você me morde e o pior é saber que você sabe que eu gosto de quando você faz isso.

Amor há coisas tão simples em viver ao seu lado que só são especiais por que acontecem contigo! E você não sabe quantas noites com medo eu pedi a Deus pra que não tirasse você da minha vida por que já não saberia viver mais assim.

Estou aqui amor porque hoje eu percebi que nada pra mim faz sentido sem você. Veja você tudo o que passamos. E me diga por que ainda estou em pé mesmo estando fraca e cansada? – TE AMO!

E essa é a única resposta que poderia lhe dar. Estou enfrentando tudo e todos por você! E só peço a Deus que me dê sempre mais um dia pra poder dizer que o amo muito e ver o teu sorriso surgir em seu rosto, e que no dia em que eu não poder ver mais isso, que eu também não possa ver nada, pois quando Deus decidir que já não lhe quer sobre a sua Terra então também me tomará o meu maior motivo para estar viva.

Há tanto o que se viver. E quero que tudo isso aconteça ao seu lado.

Quero te tomar pela mão e mostrar o caminho. Quero sentir quando que está mal, para poder te amparar em meu peito, quando está sozinho para te fazer companhia e te fazer dormir em meu colo, quando está fraco para poder te fazer levantar, quando está com medo para poder te proteger de tudo quanto for possível e também impossível.

Mas antes quero te pedir, por favor, que me perdoe. Com tantos medos e fantasmas que lutei e não percebi que estando ao meu lado te levei ao meu mundinho tão distante. Sozinha fiquei com tanto medo de coisas que não sei, e mesmo não sendo por mal não percebi se te acertei. E se te acertei, por favor, ME PERDOA! Perdoa-me por todas as vezes que falei alguma bobagem e nem percebi se te acertei, perdoa quando eu te falei algo e sabia que não era gentil te falar sem medir as agulhas em cada palavra.

Hoje vejo que esse foi o meu pior erro.

E meu pior castigo é conviver com essa culpa.

Amo muito o meu namorado e não mediria esforços por estar ao lado dele. O único homem que realmente me mostrou o que tem valor na vida. Amor esse meu pequeno mundinho não tem valor algum se você não estiver aqui quando a noite chegar e eu ver que é você que eu amo e sempre vou amar!

Sinceramente, essa garota imperfeita que te ama com perfeição!

Sapatinho de cristal

Sapatinho de cristal ou Adaga de prata?

Desde o começo as mulheres sempre lutaram para conquistar um lugar na sociedade, direitos iguais, liberdade de expressão etc (...)

Desde ter direito a voto até jogar o que seria "um esporte masculino". E mostramos com garra a capacidade pra isso né? (você deve estar me perguntando pra que fim hoje eu resolvi fazer essa porcaria dessa redação né? Calma você vai entender...)

Sempre foi difícil lutar por isso, liberdade e igualdade. Mais o que seria para um homem se uma mulher mostrar ser superior a ele? (não é bem ai que eu quero chegar).

Mais tenho que confessar, que no sabado eu resolvir assumir minha vez no jogo.
- Amor eu roubei seu cavalo branco!

São coisas tão simples... Mais o que seria para um homem ter seu cavalo branco roubado? (minha mãe odeia quando meu pai assume a cozinha e rouba o posto dela). Será que meu principe também é desses que tem um orgulho maior que a sensatez, que prefere ver o lado do ego dele ao invés das minhas intenções? Espero que ele não fique chateado por eu ter feito isso...

Não sei o que realmente me aconteceu no sábado. Simplesmente eu entrei em um lugar que eu não devia ter entrado. Estava à procura de um piercing...
Eu havia pensado a semana toda. E foi muito complicado ter que colocar todos os pensamentos no lugar. Depois de seis meses de dúvidas, medos, insegurança, eu não sabia no que acreditar e no que confiar. Afinal confiança só se perde uma vez. Mais por tudo o que já se passou entre a gente, eu continuo confiando nele (cegamente).

Tenho que admitir, que domingo, eu hesitei na corda da dúvida, e foi dificil engolir a seco que eu duvidei pelo simples fato de ele já ter olhado em meus olhos e ter mentido pra mim (mais de uma vez). Porém, não houve um só minuto em que eu duvidei do seu amor por mim. E percebi (mais uma vez) a besteira que eu fiz, envolve-lo no meu conflito comigo mesma.

Hesito agora em continuar na decisão de ter tomado o seu cavalo (e você não deve estar mais entendendo tantas metaforas né?) Espero sinceramente que me perdoe, pois chegou minha vez de entrar no jogo.

ADAGA DE PRATA!

sexta-feira, 19 de março de 2010

As vezes é melhor guardar

Será que as vezes é melhor guardar?

Muitas vezes eu já quase enloqueci tentando saber se guardar pra mim ou finalmente falar seria duas opções muito parecidas... ou se repercurtiram de uma forma que eu nunca imaginei. Talvez por isso eu seja tão impulssiva.
Mesmo pensando se seria melhor guardar ou falar, eu sempre escolhi apenas uma opção: guardar pra mim, e pena isso nunca ter dado certo (de certa forma, no final eu sempre acabo explodindo num ataque impulsivo. E faço alguma besteira!).
Sem razões lógicas eu sempre quís matar o meu irmão (me diga se você nunca quís matar o seu/sua irmão(ã)? Impossível!) Cheguei em casa tão eufórica, mais sabia que estava esperando só um motivo pra mim explodir... E adivinha quem foi o primeiro idiota a dar-me esse motivo? ahãm eu sei que você acertou... E eu quase arrebentei a cara do meu irmão!
Ah... mais era tanta coisa que eu estava pensando e poucas eram as que realmente eu queria falar. Mas eu estava disposta a falar tudo o que estava na garganta.
Bem realmente eu queria subir em um lugar bem alto e começar a gritar tudo. (tudo mesmo!) ...
Acabei esquecendo meu irmão, tinha que tomar banho, eu ainda tinha aula a noite, quer dizer eu disse pra minha mãe que ainda tinha aula a noite (as escolas nas últimas semanas estavam de greve). Qual o motivo de eu ter mentido? O mesmo para eu estar ocupada pensando em tantas coisas... Ele! O garoto que desde o dia em que o vi pela primeira vez não me deixa pensar em mais nada (absolutamente nada!).
Sim... foi por causa dele... a gente se desentendeu esta semana, e eu queria conversar com ele. Matei aula pra isso ( a aula que nem teve!), se eu contasse pra minha mãe que eu ia sair com ele, ela iria me matar (realmente eu tenho que confessar que lá eu não sou dessas boas filhas. Sim eu adoro dar dor de cabeça pra ela. E quem foi que disse que mãe também não dá dor de cabeça para os filhos?).
Estava com tantas coisas na cabeça... Outro dia eu estava no ponto de ônibus e, um dos meus primeiros ficantes desde que me mudei para esta cidade, passou (dirigindo mô carrão com som alto pra caramba. Aposto que o carro nem era dele) e disse: Juju... simplesmente, dei risada. Tanta coisa que a gente faz, e ainda estou pensando por que eu gostava dele?
Tenho certeza que pelo menos uma vez você tentou entender por que já perdeu tempo com alguém né? (Confessa!) Eu sim posso dizer que já pensei nisso (afinal já fiquei com o cara errado mais de uma vez). Simplesmente é duro quando a gente finalmente percebe isso, e o pior é ver que foi perda de tempo. Nunca fui de conversar com um ex, mais tenho que concordar que o tempo é sim o melhor rémedio... Achei que perdi muito tempo com meu ex-namorado, eu gostava dele, mais nunca era pra ter acontecido nada mais do que amizade, nascemos simplesmente pra sermos amigos. Não foi isso que a gente fez... Mais depois de um ano é estranho falar que eu amo meu namorado, e adoro conversar com meu ex pelo msn. Sim, mesmo achando que foi burrice eu ter namorado com ele, tenho que concordar que acho que a gente se dá bem (ai, olha se um dia você resolver visitar meu blog, acho que você mesmo lembra do que me falou né? Não foi paixão o suficiente. Eu adoro muito você mais se pudesse mudar o passado o melhor seria se a gente nunca tivesse namorado!) ... A vida é uma piada sarcástica com um desfecho mortal.

Eu sempre fui "do contra", e afinal por que diabos mulheres também não podem ter cavalos brancos e salvarem os prícipes do alto das torres?
- Amor, eu não tenho cavalo branco, mais aranjei um ponei malhado e vou te pedir em casamento com a aliança escondida na sobremesa. Só não espere que vou pedir sua mão para sua mãe, ela não gosta de mim! (Brincadeirinha, agora raxei...)

♫ "(...) e o que passou melhor deixar pra trás, as velhas marcas já não importam mais (...)" Como Tem Que Ser/Restart

quinta-feira, 18 de março de 2010

Introdução © copyright JSO

Introdução
O que escrever em um blog?

... Não, essa não é a minha dúvida, afinal o nome do meu já diz muito sobre o que você vai ler.
Sobre coisas normais.. Porém ai que está o meu ponto de interrogação até que momento algo é normal?

O que você pensa e nunca revelou pra ninguém, será que é só você que já pensou isso ou tem mais alguém nesta porcaria de cotidiano que já pensou da mesma forma? Bem se pudesse responder a essa pergunta talvez teria nela mesma a resposta para várias outras... Fique feliz então isso mostra que não sou perfeita, e até pra confessar sou simplesmente muito imperfeita...

Até por que o que uma garota em plena quinta feira que teima em se arrastar tão lentamente para o final de semana poderia dizer? (Mais que porra por que o final de semana não chega logo? - Isso o que se passou pela minha cabeça *) ... é, faltando 2 minutos pra acabar meu expediente no trabalho possivelmente eu nunca escreveria nada que fosse lógico ou tivesse sentido..

Pense você o que lhe faz sentido na vida neste exato momento...

ju.badlittlegirl.jso@hotmail.com :

• orkut 
• MSN
• e-mail